Posted on Deixe um comentário

Vai ter cão e gato na festa?

Em nosso post anterior listamos as delícias da ceia de Natal que nossos familiares de quatro patas não devem comer. Basicamente, eles não podem comer nada, o que nem devemos lamentar perto dos males que as comidas e doces natalinos podem causar a eles. Mas todo cuidado é pouco, por isso neste post vamos dar continuidade ao tema, trazendo dicas de prevenção.

DE OLHO NA DECORAÇÃO

Cuidados com comidas e bebidas não devem ser os únicos. Objetos decorativos comuns nessa época do ano podem ser nocivos ao seu pet quando ingeridos, como é o caso das bolas e dos pequenos enfeites das árvores de Natal. Se mordido, o fio do pisca-pisca pode causar choque elétrico e os restos das embalagens de presente também oferecem risco. Fitas, barbantes e laços levam à asfixia quando enroscados no pescoço e à obstrução intestinal quando engolidos. Plásticos e isopor, digeridos em quantidade, podem acarretar problemas gastrointestinais graves. Há plantas usadas para compor o ambiente que são tóxicas (ex: a flor de Natal ou poinsétia, o azevinho e o visco) ou podem ferir se digeridas (o abeto, das árvores de NataL

PREVENINDO A GULA E O ESTRESSE

Mantenha seu peludo longe da cozinha, inclusive durante a preparação da ceia. Atenção especial às gorduras, laticínios, doces, álcool, temperos, condimentos, fermentos e massas cruas. Tudo isso deve ficar longe do seu pet.

Alimente seu bichinho antes da chegada dos convidados. Ofereça a ele, se possível, uma guloseima própria para pets nesse dia. Afinal, ele merece fazer uma refeição especial também.

Recomende aos presentes que não ofereçam as comidas e bebidas da ceia ao seu bichinho, mesmo que em quantidades pequenas. Não deixe de falar sobre sobre isso também com as crianças.

Se a casa ficar muito cheia, considere deixar seu pet em um cômodo fechado, especialmente se ele for um gato medroso, sensível à presença de estranhos e barulho. Deixe seu pet longe da agitação com tudo de que precisa – brinquedos, cama, comida, água, e caixa higiênica. Na hora dos fogos, aproxime-se dele para tranquilizá-lo. Alguns pets ficam especialmente estressados com fogos. Se o seu for assim, consulte previamente o veterinário para saber como acalmá-lo nessa época.

CUIDANDO DO DEPOIS

É comum que líquidos sejam derramados no chão durante as festas. Convém limpá-los para evitar que sejam lambidos sem que você perceba.

Lave copos que contenham restos de álcool e xícaras com resíduos de café e açúcar.

Descarte restos de comida, especialmente os ossos aves. Feche bem sacos de lixo e, de preferência, não demore a jogá-los fora para que não sejam revirados.

Você deve ter percebido que a melhor prevenção é manter ornamentos, comidas e bebidas tipicamente natalinas fora do alcance do seu pet. É bem verdade que prevenir dá trabalho, mas é melhor do que ver seu bichinho passando mal dentro de casa nessa época de festas. Não pense que isso é raro. As intoxicações com comidas natalinas, por exemplo, são o principal motivo dos atendimentos de emergência em clínicas veterinárias. Mas o que fazer diante do sufoco, se ele acontecer? Veja a seguir.

CUIDADOS IMEDIATOS

Intoxicações afetam mais frequentemente os sistemas digestivo, renal, respiratório, hepático, e também o sistema nervoso central. Seu pet pode apresentar, então, alguns destes sintomas: vômito, diarréia, salivação excessiva, respiração difícil, desmaio, tremedeira e espasmos musculares involuntários.

  1. Procure identificar no ambiente o que seu pet pode ter ingerido e separe amostras, se possível, para ajudar no atendimento veterinário.
  2. Identifique a clínica ou hospital veterinário mais próximo e, antes de ir, certifique-se de que o local está em funcionamento normal. Comunique-se, se possível, também com o veterinário que costuma cuidar do seu pet, descreva a situação e siga à risca as orientações dadas por ele.
  3. Mantenha o pescoço de seu pet livre para facilitar a respiração.

Gostou das nossas dicas? Deixe aqui os seus comentários ou dúvidas. E tenha um fim de ano maravilhoso ao lado de quem você ama, entre seu pet, é claro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *