Publicado em

Carta de um gato ao Papai Noel

Querido Papai Noel,

Fui um bom gatinho o ano inteiro.

Infelizmente levei a culpa em acidentes que aconteceram na casa, como a destruição da cortina da sala, mas a verdade foi que o tecido agarrou acidentalmente na minha unha e eu sai correndo porque fiquei nervoso. Um mal-entendido.

Este ano prometo não subir na Árvore de Natal nem me enroscar na fiação do pisca-pisca  novamente, por isso acho que mereço receber alguns presentes. 

Um sofá

Um só pra mim. Pode ser pequeno, mas que eu possa arranhar à vontade. Notei que meus humanos ficam muito aborrecidos quando arranho o sofá deles. Se não for possível um sofá, um bom arranhador de gatos também serve.

Uma árvore

Tenho certeza de que uma jabuticabeira ficaria linda aqui do apartamento. Eu poderia brincar nela de subir e descer. E passar o dia dormindo esticado nos galhos enquanto meus humanos trabalham. Mas não sei se eles gostam de árvore. Eu adorava futucar os vasos da sala e eles acabaram tirando, não sei porquê. Na dúvida, Papai Noel, me traga uma escada de prender na parede. Eu vi uma dessas num site. Vai servir pra eu praticar um dos meus passatempos preferidos, que é escalar. Mas, por favor, peça aos meus humanos para pregarem logo a escada na parede, tá?

Mãos automáticas

Eu adoro carinho na barriga, especialmente quando acordo. Meus humanos sabem disso porque eu sempre me jogo diante deles com a barriga para cima. Eles reclamam quando eu faço isso em cima do teclado do computador, mas sempre acabam me fazendo carinho assim mesmo. O problema é que fazem um pouco e param. Ou fazem rápido demais e eu acabo mordendo a mão deles porque sinto cócegas. Uma mão automática resolveria o problema. Por favor, traga uma que não faça barulho, com velocidade lenta e três modos:  barriga, queixo e entre orelhas.

Pés automáticos

Papai Noel, eu adoro quando meus humanos mexem os pés debaixo dos lençóis para brincar comigo. Mas toda vez é a mesma coisa. Eles mexem, eu agarro os pés deles, eles gritam e eu me assusto. Por favor, me traga um kit silencioso com dois ou quatro pés que mexam bem devagar embaixo do lençol.

Um relógio

Não é para mim, é para meus humanos. Programado para as 5 da manhã, horário em que eu acordo, mas eles insistem em continuar dormindo. Isso me dá muito trabalho. Preciso fazer barulho correndo pela casa. Nem sempre adianta, então eu tenho que andar e pular em cima deles várias vezes até acordá-los. Incrível como o sono deles é pesado!

No mais, peço os itens tradicionais de todos os anos: bolinhas de papel, pequenas caixas de papelão, ratinhos com catnip, latas de atum e pilhas extras para aquela caneta com luzinha vermelha que eu adoro.

Se puder, deixe um bilhetinho pedindo aos aos meus humanos queridos que passem mais tempo brincando comigo. De todos os presentes este é o mais especial para mim.

Obrigado, Papai Noel!

2 comentários sobre “Carta de um gato ao Papai Noel

  1. Maravilhosa! Lerei para Marcopollo! Ele se sentirá incluído plenamente! ????

    1. Dê um cheiro nele em nome da BichoFino!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *